| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O CANGAÇO EM FOCO
Desde: 28/02/2011      Publicadas: 854      Atualização: 09/11/2013

Capa |  ARTE & CULTURA DO CANGAÇO  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CORDEL E POESIA SERTANEJA  |  CRÔNICAS  |  DESTAQUES  |  ESTUDOS SOBRE O CANGAÇO  |  EVENTOS SOBRE O CANGAÇO  |  GUERRAS ADJACENTES AO CANGAÇO  |  HISTÓRIA DO CANGAÇO  |  HISTÓRIAS SERTANEJAS  |  JORNALISMO & CANGAÇO  |  LITERATURA & CANGAÇO  |  LIVROS A VENDA  |  MEUS ARTIGOS  |  MEUS COMENTÁRIOS  |  MULHERES NO CANGAÇO  |  NAS ANDANÇAS DO MEU LIVRO  |  PERSONAGENS DA ÉPOCA  |  TEXTOS DA ÉPOCA DO CANGAÇO


 LITERATURA & CANGAÇO

  18/06/2012
  0 comentário(s)


UM ACERTO DE CONTAS COM A HISTÓRIA

No último dia 12 de junho, na cidade de Mossoró " RN, durante o XIV Fórum do Cangaço, foi lançado o livro: "A outra face do cangaço: vida e morte de um praça", escrito pelo pernambucano de Garanhuns, Antonio Vilela de Souza, um entusiasta dos estudos do cangaço e perseguidor dos relatos pertinentes a essa temática.

UM ACERTO DE CONTAS COM A HISTÓRIAUM ACERTO DE CONTAS COM A HISTÓRIA
Wescley Rodrigues com Antonio Vilela

No último dia 12 de junho, na cidade de Mossoró " RN, durante o XIV Fórum do Cangaço, foi lançado o livro: "A outra face do cangaço: vida e morte de um praça", escrito pelo pernambucano de Garanhuns, Antonio Vilela de Souza, um entusiasta dos estudos do cangaço e perseguidor dos relatos pertinentes a essa temática.

A obra versa sobre a vida do soldado da Força Volante alagoana, Adrião Pedro de Souza, nascido em 1 de março de 1915 e falecido no dia 28 de julho de 1938, na Grota do Angico. Adrião foi o único soldado morto por ocasião do ataque que resultou no extermínio do cangaceiro Lampião, sua companheira Maria Bonita e mais nove cangaceiros.

A princípio parece ser mais um livro sobre o cangaço, mas é interessante perguntarmos: "Qual o diferencial da obra?". Vilela trouxe a tona à história desse soldado que simplesmente, por longos anos, foi esquecido por aqueles que contaram a história do cangaço. Fica a questão: "Mas por que isso aconteceu, haja vista a história ser quase sempre contada pela ótica dos vencedores?". Aí está o ponto crucial do trabalho de Vilela. Partindo dessa interrogação pulsante, do por que do total extermínio do nome de Adrião dos "anais oficiais da história do cangaço", ele levanta conjecturas e hipóteses interessantes e por vezes polêmicas. Mexe com feridas até hoje problemáticas quando se fala em cangaço.

No bojo da obra o autor retoma a questão da amizade de João Bezerra, comandante da força de extermínio de 1938, e Lampião; trazendo depoimentos os quais corroboram na apresentação de João Bezerra como um "coiteiro" de Lampião e fornecedor afinco de
munição. Para boa parte das afirmativas da sua obra Vilela baseou-se nos depoimentos dos ex-volantes Sargento Elias Marques e o Sargento Antonio Vieira.

O bombástico do trabalho gira em torno da questão de ter sido Adrião morto pelo tenente João Bezerra, o qual tinha uma divergência com o soldado por compartilharem o desejo pela mesma mulher, Maria Lyra. Além do mais, no depoimento do Sargento Elias Marques, ele afirmou ter ocorrido um desentendimento entre Adrião e Bezerra, devido o primeiro ter levantado suspeitas da amizade entre Bezerra e Lampião.

A obra de Vilela tem muitas minúcias que merecem maior questionamentos, uma maior reflexão, sendo um livro que serve de trampolim para um enveredar mais consistente nas questões propostas pelo autor. Tendo a obra um caráter narrativo biográfico, Vilela leva-nos a refletir, mediante a apresentação de sua documentação, se teria sido realmente João Bezerra o responsável pelo assassinato de Adrião. Fica a questão...

O livro é ousado. Uma crítica que levanto é a questão da perseguição do autor em tentar apresentar Adrião como um herói e os cangaceiros como bandidos. Acredito não ser esse o caminho. Adrião morreu cumprindo o seu trabalho, no entanto, isso não o qualificaria como herói no último patamar. Evidente ter sido o soldado injustiçado pela história, principalmente por João Bezerra que colocou em Angico uma cruz homenageando os cangaceiros mortos, mas esqueceu do seu colega de armas.

Tirando essa exacerbação da heroicidade de Adrião, fica a título de sugestão para a próxima edição, um maior aprofundamento sobre a relação de João Bezerra e Adrião e o primeiro e Lampião. Isso seria uma grande contribuição para os estudos do cangaço.

Como conclui o autor: "O bravo soldado Adrião Pedro de Souza, teve duas mortes: a do fogo amigo " morto por um companheiro de farda; e a do esquecimento " pelo injustificável [...] esquecimento histórico" (SOUZA, 2012, p. 58).

O revisitar a história, por vezes, nos permite se redimir com esta, fazendo justiça aos silêncios, lacunas e esquecidos do tempo. Os novos olhares sobre Angico vêm como luzes profícuas e elucidações de um capítulo conturbado e mal entendido dos estudos do cangaço. Parabéns a Vilela, pela determinação e coragem.

Prof. Ms. Wescley Rodrigues
Sócio da SBEC
Sousa " PB
  Autor:   Wescley Rodrigues


  Mais notícias da seção COMENTÁRIOS no caderno LITERATURA & CANGAÇO
10/12/2011 - COMENTÁRIOS - Capitão Bolsonaro X Capitão Virgulino
Sem entrar no imbróglio jurídico/erótico e nem aí para as preferências sexuais dessa rapaziada, comecei a pensar numa idéia que poderia dar uma bela literatura de cordel, que seria uma peleja entre o capitão Bolsonaro (sim, ele é capitão da reserva do Exército) e o temido capitão Virgulino, elevado a patente a pedido de seu "padim" Padre Cícero, pa...
06/12/2011 - COMENTÁRIOS - A MORTE DE LAMPIÃO
O sertão já havia perdido a esperança de que aquele fato um dia viesse a acontecer... Lampião é o Satanás, não morre nunca! Diziam uns. É um enfeitiçado, não tem bala que o acerte! Diziam outros...Mas, um dia aconteceu. E foi o fim do cangaço....
24/11/2011 - COMENTÁRIOS - Cangaceiros de Elise Jasmin
Em 2006, foi publicado o livro "Cangaceiros", da francesa Élise Jasmin. Trata-se de uma edição de luxo, trazendo as fotos conhecidas dos cangaceiros e dos principais componentes de volantes. A maioria das fotos é do acervo de Benjamim Abraão, da década de 1930....
23/11/2011 - COMENTÁRIOS - Cangaceira no Congresso de Escritores
Durante quatro dias Ribeirão Preto (SP) fervilhou de escritores, poetas, jornalistas, leitores, pessoas comuns e celebridades do mundo literário, que participaram do Congresso da União Brasileira de Escritores-UBE, que aconteceu de 12 a 15 de novembro de 2011...
22/11/2011 - COMENTÁRIOS - O Massilon de Honório Medeiros / NO RASTO DE MASSILON
Poeta, pesquisador e escritor de temas ligados ao Nordeste brasileiro; de Nova Floresta " PB, radicado em Mossoró " RN. Sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço (SBEC)....
22/11/2011 - COMENTÁRIOS - Um monumento aos acontecimentos de Angico
Acabo de ler o livro "Lampião " Sua morte passada a limpo", dos pesquisadores José Sabino Bassetti e Carlos César de Miranda Megale. Confesso que me surpreendi com a qualidade e a riqueza da obra. ...
30/06/2011 - COMENTÁRIOS - Cangaceiros, de José Lins do Rego
Continua a correr neste Cangaceiros o rio e a vida que tem as suas nascentes em meu anterior romance Pedra Bonita....
08/05/2011 - COMENTÁRIOS - LAMPIÃO " Assaltos e morte em Sergipe (comentário)
O livro "Lampião " Assaltos e morte em Sergipe", de autoria do grande pesquisador, jornalista e escritor Juarez Conrado (In memoriam), publicado pelos seus entes queridos (filhos, outros parentes e amigos): Frederico Carlos, Helder Ricardo Conrado, Guilherme Henrique, Juarez Conrado Neto, Mateus Vieira Conrado Dantas, Valfredo Avelino dos Santos, V...
22/03/2011 - COMENTÁRIOS - Lampião: a morte revisada
Lampião e as suas aventuras sempre foram assuntos recorrentes e palpitantes, a convocar a atenção de escritores, pesquisadores, cordelistas e até cinegrafistas. Para muitos, foi herói; para outros, foi bandido. Morto, ainda houve quem o ressuscitasse e o desse como vivo no Estado de Goiás ou em Campina Grande. Os desencontros em torno da sua vida e...



Capa |  ARTE & CULTURA DO CANGAÇO  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CORDEL E POESIA SERTANEJA  |  CRÔNICAS  |  DESTAQUES  |  ESTUDOS SOBRE O CANGAÇO  |  EVENTOS SOBRE O CANGAÇO  |  GUERRAS ADJACENTES AO CANGAÇO  |  HISTÓRIA DO CANGAÇO  |  HISTÓRIAS SERTANEJAS  |  JORNALISMO & CANGAÇO  |  LITERATURA & CANGAÇO  |  LIVROS A VENDA  |  MEUS ARTIGOS  |  MEUS COMENTÁRIOS  |  MULHERES NO CANGAÇO  |  NAS ANDANÇAS DO MEU LIVRO  |  PERSONAGENS DA ÉPOCA  |  TEXTOS DA ÉPOCA DO CANGAÇO
Busca em

  
854 Notícias